AOS POUCOS BACABAL VAI APARECENDO NOS ANAIS DO TCU,POLICIA FEDERAL,GAECO E AGORA NA IMPRENSA NACIONAL,VALE A PENA CITAR, TENHO VERGONHA DE SER BACABALENSE

VAMOS BOTAR A BOCA NO TROMBONE

PERIGO A VISTA,VIROU ROTINA O VAI E VEM DE  VIATURAS DA POLICIA FEDERAL, DO GAECO PERCORRENDO OS ARREDORES E RUAS DO CENTRO DE BACABAL,PORQUE SERÁ

´PODE TER COISA POR AI,MAIS UMA NUVEM NEGRAJ Á SE DESLUMBRA  NO FINAL DO TUNEL

 

SE NÃO BASTASSE A POLICIA FEDERAL RONDANDO BACABAL NO CASO DOS DESVIO DOS RECURSOS DO COVID ,ONDE POR AQUI FORAM GASTOS MAIS RECURSOS PARA ATENDER UMA POPULAÇAO DE POUCO MENOS DE 100 MIL HABITANTES , DO  QUE BRASILIA COM 3 MILHÕES DE HABITANTES, NA CAPITAL FEDERAL  12 MILHOES E ALGUNS TROCADOS,POR AQUI 13 MILHOES ARREDONDADOS,BEM MAIS AQUI 4 MILHOES E SEICENTOS MIL FORAM GASTOS  COM A MALHARIA DE DONA CARMEN,MASCARAS,BONÉS,FARDAMENTOS,LUVAS, AVENTAIS ENFIM ,TUDO DE PRIMEIRO  MUNDO.

 

REPORTAGEM RECENTE DA FOLHA DE SÃO PAULO TROUXE O ESCANDALO DAS SARJETAS,E MUITAS CIDADES MARANHENSES ESTÃO ENVOLVIDAS  NESSE ESCANDALO QUE TEM COMO PROTOGANISTA A CODEVASF ,ALIAS A Codevasf no Maranhão é apadrinhada pelo deputado federal reeleito Aluísio Mendes (PSC) e pelo senador derrotado em final de mandato Roberto Rocha (PTB).

DIZ A MATERIA DA FOLHA O SEGUINTE

Os desvios da Construservice segundo o TCU somaram cerca de R$ 500 mil em um contrato que prevê o asfaltamento em municípios do Tocantins (Santa Maria do Tocantins, Bom Jesus do Tocantins, Marianópolis, Pium, Guaraí, Arraias, Miranorte, Rio dos Bois, Tabocão e Lagoa da Confusão).

A operação da PF em relação à Construservice, intitulada Odoacro, já teve duas fases, sendo que em uma delas houve a prisão do suposto sócio oculto da empreiteira, o empresário Eduardo José Barros Costa, que depois foi solto.

Nesse inquérito da PF a Construservice também é suspeita de ter pago propina de R$ 250 mil ao então gerente da estatal Julimar Alves da Silva Filho, que foi afastado de seu cargo público.

A SUPERFATURADA OBRA DA LUZIANA

A obra de pavimentação asfáltica em Bacabal foi realizada em trecho de dois quilômetros, no povoado Luziana, e contemplou a implantação de dispositivo de drenagem e sinalização horizontal e vertical da área ,FALAM DE SUPERFTURAMENTO.

NOVAMENTE BACABAL NA CRISTA DA ONDA DA MALVERSAÇÃO DOS RECURSOS PUBLICO DESSA VEZ VEIO POR TABELA ATRAVÉS DE PAÇO DO LUMIAR POR LA UMA EMPRESA GENUINAMENTE BACABALENSE LIGADA PUBILICALMENTE ATRAVES DE UMA EDIL DA  CAMARA MUNCIPAL,COM ESCRITORIO NO BOLSO DO PALETO DO EDVAN ESTA ENVOLVIDA EM LICITAÇAO FRAUDULENTA QUE COMEÇOU POR AQUI QUE DIGA O NOVO MERCADO

AQUI TUDO COMEÇOU  CODEVASF ,CONTRATO,LICITAÇÃO ETC

E  O BICHO TA PEGANDO,DIZEM OS MAIS ANTIGOS,ONDE TEM FUMAÇA,TEM FOGO,ONDE  TEM VENTO TEM CHUVA COM CERTEZA E ONDE TEM OBRAS EM EPOCA ELEITOREIRA TEM  SUPERFATURAMENTO É CLARO E DESVIO DE RECURSOS

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *