MAIS UM ESCÂNDALO ENVOLVE JUSCELINO FILHO (AINDA O MINISTRO)E RESPINGA GROSSO SOBRE A IRMÃ LUANNA,PREFEITA AFASTADA EM VITORINO FREIRE, NOVOS PERSONAGENS DA CORRUPÇAÕ SÃO AGREGADOS AOS DESVIOS DE RECURSOS DA SAÚDE,ENTENDA A MARACUTAIA

VAMOS CONHECER OS IRMÃOS GÊMEOS “ DIO E CADI” ELES SÃO DE VITORINO FREIRE

 PARA ENTENDER ESSE DESCALABRO FINANCEIRO É PRECISO PRMEIRO CONHECER OS CAMINHOS DAS PEDRAS,SENÃO VEJAMOS –DIO E CADI SÃO OS NOSSOS PERSONAGENS PRINCIPAIS JUNTOS DESVIARAM MAIS DE 16 MILHÕES DE REAIS

                      D I O

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM E OFTALMOLOGIA   RECEBEU  6 MILHÕES E 200 MIL REAIS

         C  A  D  I

CENTRO AVANÇADO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM  , RECEBEU  10 MILHÕES E 500 MIL REAIS

A DIO NÃO PERTENCE AO  MINISTRO JUSCELINO,MAIS CHEGOU A SER REGISTRADA NO ENDEREÇO ONDE ELE MORAVA, Hoje são sócios da Dio a esposa dele, Lia Rezende, e o marido da irmã de Juscelino, Luanna Rezende (União Brasil).

No período em que a Dio atuou sem licitação em hospital de São Luís, a sogra de Juscelino, Maria Cavalcanti Fialho, era secretária municipal de Meio Ambiente.

Juscelino e sua irmã, que é sócia da Dio, estão no centro de suspeitas da Polícia Federal sobre possível fraude em convênios para obras de pavimentação firmados entre estatal federal Codevasf e o município de Vitorino Freire. O ministro do governo Lula (PT) teve bens bloqueados e Luanna foi afastada do cargo no começo do mês.

As empresas de saúde ligadas à família de Juscelino fornecem profissionais para a realização dos exames e fazem laudos dos resultados.

No caso dos serviços de radiodiagnóstico prestados sem licitação pela Dio, de 2017 a 2019, os pagamentos foram recebidos enquanto se arrastava um pregão para contratação de empresa especializada na mesma atividade. SEGUNDO O JORNAL A FOLHA  SÃO PAULO.

Agora que você  conhece mais ou menos um de nossos personagens, vamos conhecer um pouco do  outro

C  A  D  I,finalmente o que é que siginifica o Cadi

 (Centro Avançado de Diagnóstico por Imagem), empresa fundada pelo ministro das Comunicações em 2008 e que, atualmente, tem como sócias a esposa dele, Lia Rezende, e Rochelle Oliveira Coêlho, ex-assessora parlamentar de Juscelino na Câmara dos Deputados.

O contrato foi assinado em 7 de janeiro de 2019 e vem sendo renovado a cada ano por meio de aditivos. Questionada, a Prefeitura de São Luís não respondeu se realizou novas pesquisas de preço antes de atualizar os contratos.

O acordo com o hospital prevê pagamentos de até R$ 2,4 milhões por ano. A CADI recebeu cerca de R$ 10,5 milhões desde 2019.

A Data imagem tentou impedir na Justiça a anulação da primeira licitação e abertura de nova disputa. Na ação, que foi rejeitada, a empresa afirmou que havia “uma espécie de conspiração em curso” para favorecer as concorrentes ligadas à família de Juscelino Filho.

O juiz entendeu que o município tinha legitimidade de promover nova licitação por causa de vícios no edital e recusou os argumentos.

Além de contratos com prefeituras, as empresas ligadas à família do ministro das Comunicações recebem verbas por serviços a hospitais do Governo do Maranhão.

No caso avaliado pelo TCU, auditores afirmam que a Dio foi paga por serviços não prestados ao Hospital Jackson Lago. Relatório do tribunal diz, entre outros pontos, que não foi alcançada a meta de exames de raio-X em 18 dos 24 meses analisados. A área técnica do TCU, porém, avaliou que “nada disso justifica o pagamento, com recursos públicos, por serviços não prestados” .“Assim, ainda que a meta do contrato de gestão tenha sido atingida nos casos citados, por ser inferior à quantidade efetivamente executada pelas empresas médicas, verifica-se que o mesmo desempenho poderia ser obtido a um custo menor para o erário, desde que fossem pagos às fornecedoras apenas os procedimentos efetivamente executados”, dizem os auditores. Nesse processo o tribunal avaliou a eficiência na aplicação de recursos federais na saúde pelo Governo do Maranhão.Em fevereiro de 2022, os ministros do TCU aprovaram uma série de recomendações ao governo local para melhorar a gestão da saúde depois de analisar contratos como o da Dio. O tribunal determinou que os novos contratos devem definir precisamente o pagamento que deve ser feito quando as metas de serviços não são atingidas.

ESSES SÃO OS  EMBARAÇOS QUE ENVOLVE  10(DEZ)10 POR CENTO DA FAMILIA REZENDE EM VITORINO FREIRE  , OS 90(NOVENTA ) POR CENTO DOS REZENDES NADA TEM A VER COM ESSA  MARACUTAIA, A MISSÃO É PASSAR VITORINO A LIMPO MORALIZANDO OS COSTUMES POLITICOS  DE QUEM EM VIDA ENSINOU O CAMINHO DA DIGNIDADE HONESTA ,E JÁ.

(REPRODUZIMOS ALGUNS DADOS DA FOLHA DE E SÃO PAULO )

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *