SAAE PATRIMONIO DOS BACABALENSES – VENDER JAMAIS – CONCESSÃO DOI MENOS

SAAE PATRIMONIO DOS BACABALENSES – O SAAE É DO POVO

Nossa História...
A criação dos SAAE veio de uma era advinda de programas de saneamento do Ministério da Saúde. Na década de 1960, muitos foram geridos em parceria com a Fundação Serviços de Saúde Pública (FSESP), entidade que foi fundida à FUNASA.
Como exemplos existem Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Bacabal- MA
Bacabal exerce com exclusividade todas as atividades administrativas e técnicas que se relacionem com os serviços públicos de água e esgoto do referido município, conforme lei de número 89 de 8 de setembro de 1965.
O nosso SAAE com o principal objetivo de proporcionar aos cidadãos, as condições básicas de acesso a água potável, e serviços de esgoto, para atender a demanda de consumo, com sustentabilidade e responsabilidade social, evitando assim a proliferação de doenças de veiculação hídricas, e proporcionando melhoria da qualidade de vida.

Com essa filosofia administrativa o nosso SAAE existe e com orgulho o pobre município de Bacabal tem um patrimônio
De repente os SAAES viraram moeda de negócio por especuladores de outros estados que investem nesse tipo serviços aplicando uma tecnologia de prestação de serviços moderna diferenciada porém penalizando o consumidor que está lá na ponta ,ou seja nos bairros na periferia que vive de uma taxa mínima pelo seu consumo, porém diante do aplicado por terceiros os valores mensais vão para as alturas , e como é feito esse negócio transacional, isso é efeito entre o Investidor interessado e a Prefeitura local com a conivência do legislativo ou seja a Câmara Municipal, e ai mora a desconfiança pois essa negociação é feita as escuras ,ou seja em gabinetes fechados com ofertas altíssimas pela compra do voto do vereador para que o mesmo aprove um Projeto de Lei autorizando o Poder Executivo a fazer a negociação que pode ser como venda ou terceirização, essa tentativa vem desde o governo do então Prefeito Jose Alberto, naquela época a Imprensa bateu forte e em defesa do povo passou a exigir uma AUDIENCIA PUBLICA para saber se o povo aceitava ou não a venda do seu patrimônio.
Hoje o assunto vem sendo discutido por debaixo dos panos ,já se sabe até a quantidade de vereadores que já estipulou o preço pelo voto a ser dado , dessa vez os que ai estão são mais gananciosos, e querem mais ,na verdade em TIMON a coisa funcionou, mais o consumidor de baixa renda está com a corda no pescoço devido as cobranças mensais e nós que já somos escaldados com a famigerada taxa de Iluminação Pública que pesa no Orçamento de cada um Bacabalense ,poderemos ter pela frente altíssimas cobranças.
AGUAS DE TIMON UM EXEMPLO

TIMON NOS DAR UM EXEMPLO DE CONCESSÃO E NÃO DE VENDA, VENDER É MAIS TRAUMATICO, A CONCESSÃO DEPOIS DO PRAZO ESTIPULADO QUE GERALMENTE É DE30 ANOS,O PATRIMONIO VOLTA AO SEU DOMINIO ,E TEMOS ALGUNS PONTOS A COLOCAR COMO POR EXEMPO
EM TIMON JÁ FORAM INVESTIDOS EM MELHORAMENTOS NO ABASTECIMENTO DAGUA MAIS DE 120 ILHOES DE 2015 A 2021 –
A REDE DE ESGOTAMENTO SANITARIO QUE ERA ATÉ ENTÃO DE 3 POR CENTO PASSOU 33,33 PORCENTO EM 2021 ESTA PREVISTO PARA INVESTIR NESSA AREA EM 2022 MAIS DE 37 MILHOES
Com esse trabalho existe o Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população do Município
A Águas de Timon é responsável pelos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto na zona urbana de Timon (MA).
Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

VENDER O NOSSO PATRIMONIO JAMAIS, CONCEDER POR 20,25 OU 30 PARA SER EXPPLORADO POR TERCEIROS É MENOS DOLORIDO,AGORA O QUE DOI É A EXTRA NEGOCIAÇÃO QUE JÁ É CANTADA E DECANTADA QUE AQUELES QUE SE DIZEM NOSSOS REPRESENTANTES SE PREPARAM PARA ESTIPULAR O SEU PREÇO,NA EPÓCA DO ZE ALBERTO O ESTIPULADO CHEGOU A 50 MIL REIAS O VALOR DO VOTO DE CADA REPRESENTANTE DO POVO,PODES CRER . . . .

VENDER O SAAE JAMAIS
CONCESSÃO PARA EXPLORAÇÃO COMERCIAL SIM,,MAIS PRIMEIRO O POVO TEM QUE SER OUVIDO POIS AI É A PALAVRA FINAL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *